História

ASSIM NASCEU O COLORADO, UM TIME DE FUTEBOL DE “SALÃO” QUE DAVA MUITO TRABALHO PARA SEUS ADVERSÁRIOS NAS COMPETIÇÕES EM QUE PARTICIPOU.

RESUMO

A associação Desportiva Colorado nos faz relembrar a outros tempos, as amizades que não se dissolveram ao longo dos anos, um amor incondicional a Pirapora-MG a sua história, que se mistura a memória da Companhia de Navegação do São Francisco, pois é através do nosso passado que formamos o nosso presente, formando cidadão e promovendo a educação e inclusão social. O  nosso objetivo para o futuro é continuarmos sendo um grande clube na elite  local e nacional.

Cito portanto, os primeiros atletas fundadores do COLORADO, hoje Associação Desportiva Colorado.

Borê – Piratinha – Geronildo – João Pombinho – Rubinho – Manelão – Kaneba – Panan e Tambor  (em memória).

Excluídos das equipes locais da época se uniram para formar um time de futebol de salão, jogando então contra os times que os rejeitaram.

Assim surgiu o COLORADO, sem falsa modéstia, foi um dos melhores times de FUTEBOL DE SALÃO (futsal) da época.

A primeira comissão técnica do colorado era composta de um só homem, o Sr. Pedro com todo respeito, o “Pedro Peru”. Que coordenava, treinava, orientava todos sobre o esporte, companheirismo, espírito de grupo e outros conceitos. Como ele mesmo dizia “EU QUE ENSINEI VOCÊS A JOGAR BOLA”.

O apito do Vapor Benjamin Guimarães soou nos ouvidos de muitos dos nossos jogadores na década de 70, principalmente daqueles que o sustento vinha da Companhia de Navegação do São Francisco – FRANAVE, que em sua plenitude era um dos sustentáculo de Pirapora-MG, sendo o Rio São Francisco a via de ligação e migração do POVO NORDESTINO para a região sudeste e sul do país.

A regularização do time inicia-se com Dona Nilda, esposa do então Sargento Dias, (panan) mulher aguerrida e apaixonada pelo esporte, sonhadora e com objetivos concretos para contribuir no crescimento esportivo em nossa cidade. Através do apoio dado pelo seu marido, como prova de seu amor incondicional, resolve criar a Associação Desportiva Colorado, que tem como objetivo levar o esporte de qualidade as crianças e os adolescentes carentes, proporcionando a inclusão social a esses futuros cidadãos. Hoje a sua (nossa) luta continua voltada a essas crianças, mas como todo sonhador, queremos algo mais.

As fotos a seguir serão apresentadas como comprovação dos fatos acontecidos justificando assim o nascimento do Colorado hoje, Associação Desportiva Colorado, fatos esses que fazem parte da memória do colorado e dos seus dirigentes, infelizmente as fotos são escassas, pois naquela época era artigo de luxo para quem podia ter a acessibilidade a esse tipo de registro. Ainda  assim, continuaremos a resgatá-las para que possamos relembrar bons tempos de outrora.
Segue algumas fotos que registram esses momentos…

ze480cw480
Todos os jogos que o Colorado participava tinham torcedores, era a marca registrada do time, onde quer que fosse jogar moradores do bairro Nossa Senhora Aparecida acompanhava o time. Da esquerda para a direita: Paulo (Zebrinha), Berto (Beira D’água), Geronildo (Gerô), Cosme (Borê), Dias (Panan) – (o garoto é o filho do técnico), Raimundo (Piratinha), João (Pombinho), e Manoel (Manelão) – o garoto é “Ratinho” torcedor mirim, jogava muito tinha futuro como jogador.Em pé da direita para a esquerda: Washington, Dias (Panan), Geronildo, Rubéns, Manelão, Paulo, Ivone (esposa de Piratinha).Agachados, da direita para a esquerda: João, Paraná, Demilson, Piratinha (o garoto com Piratinha é o seu filho Nando) e Kaneba. Os outros garotos faziam parte dos torcedores mirins do Colorado.
bz460tb480
Nessa foto fica mais uma vez evidenciado como o Colorado era vencedor, o Sr. José Oscar (em memória), então vereador da cidade, entregando troféu de Campeão do torneio de FUTSAL ao Capitão Borê na quadra da Navegação (av. são Francisco). Da esquerda para a direita: Piratinha, Rubéns, Borê, Pedro (técnico), Cagú – Góia – Camilo (vereador na época), José Oscar de Oliveira (em memória), (vereador na época) e Bi (irmão do jogador Washington).Porque os atletas estão de costa para serem fotografados?
O Colorado homenageou um famoso clube americano escrevendo seus nomes nas costas das camisetas, sendo, portanto o primeiro time amador em Pirapora a ter na camiseta o nome do jogador escrito. Daí a justificativa de fotografar um time de costa, foi simplesmente para mostrar o nome do jogador escrito nas costas da camisa, novidade e ousadia para a época.
Da esquerda para a direita: Geronildo, Rubens, João, Dias (Panan), Piratinha e Tambor (em memória)
rc480ic489
Os atletas do colorado faz amistoso no Rio de Janeiro, precisamente na cidade de Rio Bonito, estavam presente em uma partida de futebol os atletas: Em pé Panan (goleiro), Agachados Pombinho e Gaguinho, boas lembranças.Com a saída de Panan para o Rio de Janeiro o Colorado ficou quase que dispersos, então alguns atletas migravam para outros clubes, aqui registramos Pombinho, Geronildo e Manelão, jogando pela a equipe do Águia Dourado com sede no bairro N. S. Aparecida, dirigido pelo sr. Agamenon. Fica o registro.
ge495g496
No campo Beira Rio em Pirapora-MG, às vezes participávamos em jogos amistosos de futebol de campo e quando podia registrava o feito. De pé: 4 - Demilson e 5 – Geronildo.Agachados: 6 – Washington e 9 – Piratinha.Ladeado por Borê, Panan, Anderson (filho de Pedro técnico), Manelão e Pedro o Técnico o Capitão Geronildo, levanta mais um troféu do campeonato de futsal em homenagem ao vereador José Oscar de Oliveira (em memória).

 Leia mais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *